“É um privilégio para mim sofrer por Cristo”, diz cristão espancado por sua fé
13/08/2019 11:31 em GOSPEL

Na Índia, país onde a maioria da população segue o hinduísmo, os cristãos que vivem em algumas regiões sofrem perseguição religiosa por adorar a Cristo, sendo hostilizados verbal e fisicamente. Em um dos casos mais recentes, o pastor Bishu foi espancado por sua fé e contou detalhes do momento de terror que viveu.

O pastor foi cercado por um grupo de homens quando visitava uma congregação cristã em uma aldeia, onde estava tendo um culto evangélico. “Eles começaram a me questionar e queriam saber o que eu estava fazendo na aldeia deles. Então eles me chutaram e espancaram”, contou o pastor.

O nome “Bishu” é fictício por razão de segurança, uma estratégia dotada também por um homem de 32 anos chamado “Badu”, que teve o braço quebrado no dia seguinte, também por um grupo de radicais, contrários aos seguidores de Cristo.

“Todas essas famílias são muito pobres e ganham seu sustento principalmente através da agricultura ou como diaristas. Estamos em contato próximo com eles e fazemos o que podemos para ajudá-los”, informaram missionários locais, segundo o Padom.

O espancamento sofrido por Badu, no entanto, não abalou a sua fé em Cristo. Pelo contrário, ele viu na perseguição sofrida o cumprimento das profecias bíblicas sobre o sofrimento pelo qual os cristãos enfrentam diariamente, em várias partes do mundo.

“Eu estava com muito medo. No entanto, é um privilégio para mim sofrer por Cristo”, disse Badu, lembrando das lições do seu discipulado após a sua conversão a Cristo, anos atrás.

“Não estou desanimado, mas sei que tempos difíceis estão à minha frente: enquanto meu braço não estiver melhor, não poderei trabalhar para sustentar minha família. No seminário, aprendemos que as pessoas são perseguidas por causa de sua fé cristã em todo o mundo e ainda permanecem firmes até a morte. Isso nos inspirou a todos e nos ajudou a permanecer fortes”, conclui Badu.

 

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!